Republicanos querem bloquear benefícios para trabalhadores indocumentados

Spread the love




 

Nesta Sexta-Feira, os republicanos anunciaram uma proposta, dentro to plano fiscal, para que os trabalhadores indocumentados não tenha acesso a benefícios de créditos tributários para seus filhos, o que pode afetar até 5 milhões de crianças nascidas nos EUA.

O plano de redução de impostos na qual os republicanos vendem como a “salvação” para a criação de emprego e crescimento econômico, prejudicariam as classes médias e trabalhadoras, segundo ativistas.

O plano, aprovado pela Casa Branca, deve ser submetido para debate e votação no congresso e no senado, para se tornar lei, mas já enfrenta críticas democratas, especialistas de economia, grupos cívicos e advogados de trabalhadores de todo o país.

Embora o plano inclua um aumento de Child Tax Credit (CTC) de $1.000 para $1.600 para cada criança, os republicanos incluiram uma claúsula para que trabalhadores indocumentados não possam ter o benefício com o ITIN (Individual Tax ID), nem mesmo se seus filhos forem cidadãos e possuem um cartão do Social Security.

O ITIN é uma forma de garantir que milhares de estrangeiros que não se qualificam para terem um Social Security possam pagar seus impostos e terem seus benefícios com o governo federal e é garantido pelo Internal Revenue Service (IRS).

Na lei atual, mesmo que a pessoa utilize o ITIN, elas tem direito ao CTC, o crédito tributário para crianças adicionais (ACTC), o crédito tributário de renda ganho (EITC) ou o crédito tributário americano para oportunidades (AOTC) para seus filhos, caso eles tenham nascido no país e tenham um número de Social Security, e os republicanos querem que os indocumentados não tenham acesso à esses benefícios.

Em Janeiro, o republicano Luke Messer já havia proposto um projeto para negar o CTC para trabalhadores indocumentados que usam ITIN.

Messer e outros republicanos que suportam essa lei, alegam com conservativos argumentos que os trabalhadores indocumentados são um “fardo público” e obtêm benefícios que segundo eles não correspondem à eles.

Portanto, eles não mencionaram que de acordo com os registros do governo federal, os trabalhadores indocumentados tem contribuído com no mínimo $10 bilhões de dólares para o sistema do Social Security pagando suas taxas, sem pegar nada de volta.

Se o projeto do republicano for aprovado, isso poderia prejudicar 5 milhões de crianças com pais indocumentados, incluindo 1 milhão de “Dreamers”, ou seja, integrantes da DACA.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *