Turbine seu inglês em intercâmbio de férias. Saiba mais.

Spread the love

Intercâmbio de férias é uma excelente opção para quem quer turbinar o inglês em um curto período de tempo ou para quem quer vivenciar experiências culturais e internacionais sem intervir com seus estudos e/ou trabalho, uma vez que você pode realizar um intercâmbio de férias, um intercâmbio curto, durante duas semanas ou um mês e não precisa abandonar ou abdicar de suas coisas para vivenciar essa experiência.

Outro ponto positivo de escolher o intercâmbio de férias é a possibilidade de ir para lugares diferentes todo ano e aprender idiomas novos, culturas e pessoas novas.

Para você, que possui dúvida sobre a eficácia do intercâmbio de férias em questão do aprendizado ou para você que não tem certeza se duas semanas ou um mês são o suficiente para curtir e conhecer a nova cidade, nós entrevistamos o experiente intercambista de férias, Steven Yeh, 20.

“Na minha primeira viagem, eu fui com meu irmão e fui a Taiwan porque eu possuo família e descendentes lá, então queria conhecer mais da minha própria cultura”, conta Steven sobre seu primeiro destino de intercâmbio e acrescenta “Eu não escolhi fazer um intercâmbio de férias, essa, era minha única opção, uma vez que eu não estava disposto a abdicar dos meus estudos para realizar um intercâmbio mais extensivo”.

Para Steven, o intercâmbio foi quase uma necessidade. Morador do bairro de Moema em São Paulo, ele queria abrir a visão e mente dele, já que não conhecia a vida além do seu bairro, portanto, se pôs a fazer intercâmbio no período das férias.

“Na minha primeira viagem, logo que eu tive o primeiro contato com outra cultura, meu ponto de vista mudou e isso foi muito bom, me ajudou a crescer”, relata Steven “Eu fiquei em alojamento, então, convivi com diferentes pessoas de diversos locais, então não tive contato só com a cultura de Taiwan, tive contato com a minha cultura e de mais de vinte colegas”.

Seu segundo mini-intercâmbio fora para Nova York que significava um sonho para ele, como ele já havia conquistado experiência e independência no intercâmbio anterior, esse, decidiu focar nos estudos: “Diferentemente do primeiro, no meu segundo intercâmbio eu fiquei em uma casa de família judia, eu aprendi mais ainda a me virar porque estava sem meu irmão e não era um país da minha família”.

Apesar de ter aprendido a se virar, Steven conta que se perdeu durante oito horas em seu primeiro dia na cidade americana e que ficou desesperado. Apesar de ter embarcado nos intercâmbios com um vasto conhecimento linguístico, Steven conta que o aprendizado na vivência é bem diferente das salas de aula em que aprendeu inglês em São Paulo e que ele “apanhou” um pouco para acompanhar no começo, mas que ele voltou com muita bagagem e experiência adquirida.

“Eu conheci muita gente, conheci muito sobre mim e aprendi muito, mas o ruim é que quando eu me adaptei e aprendi a viver como as pessoas americanas, já era hora de voltar”, diz Steven sobre intercâmbios de férias.

Os intercambistas de férias possuem a possibilidade de expandir seus horizontes, aprender a lidar com imprevistos, resolver problemas de forma mais independente e de quebrar preconceitos culturais, além de poder incluir no currículo esta experiência que a cada dia se torna mais importante para qualquer profissão.

Agora que você, leitor, conheceu um pouco mais sobre intercâmbio de férias, pode decidir se vale a pena ou não no seu caso. E se você que está lendo, já fez ou quer fazer um mini-intercâmbio, envie-nos um email contando sua experiência ou dúvida que nós adoraremos saber.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *