Trump assina lei e indocumentados não terão mais créditos fiscais para as crianças

Spread the love




 

Sem sombras de dúvidas esse é o pior natal para milhões de imigrantes indocumentados da história dos Estados Unidos, graças ao presidente Donald Trump que assinou a lei para a reforma fiscal e tributária.

“As famílias americanas duplicarão o seu crédito fiscal para até $2.000 para cada criança menor de 17 anos”, foi o anúncio dado pela Casa Branca após a aprovação da reforma fiscal na Quarta-Feira, 20, que ignora grande grupo de famílias indocumentadas presentes nos EUA que não terão acesso à ajuda fiscal.

A lei assinada pelo presidente requere que qualquer pessoa que reivindicar o Crédito Tributário para Criança (CTC) e o Crédito Tributário Adicional para Criança (ACTC) no momento da declaração de impostos, as crianças deverão ter um número válido de Social Security Number (SSN).

Essa medida é designada para prevenir milhares de imigrantes indocumentados de receber os benefícios todo o ano. Esses créditos fiscais são chamados de reembolsáveis, porquê as pessoas que não ganham dinheiro suficiente para pagar os impostos ainda tem o direito de receber esses reembolsos, como por exemplo, com o Crédito Tributário para Crianças Adicionais (ACTC) que oferece até $ 2.000 dólares por cada criança, conforme a nova reforma tributária aprovada por Trump, e no caso dos indocumentados, eles não terão direito à esse crédito.

Até antes da assinatura da lei tributária por Trump, tudo que era necessário para reivindicar esses créditos era provar que o ganho não passava do limite e uma declaração de imposto usando um Número de Identificação de Contribuinte Pessoal (ITIN), não importando se as crianças beneficiárias tinham ou não um número de SSN.

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *