Vôo direto, conexão ou escala?

Spread the love




 

Quando pensamos em viajar, e fazemos uma rápida pesquisa nos sites de vendas de passagens aéreas, visualizamos vários preços e principalmente uma grande diferença entre eles. Ao começar analisar detalhadamente, percebemos que existem algumas soluções para economizar, porém essas economias podem consumir mais tempo. Veja só as diferenças entre vôo direto, escala e conexão.

Vôo Direto

Como o próprio nome já diz, é um vôo sem nenhuma interrupção. Se você quer economizar tempo, essa é a melhor opção, porém, geralmente com os preços mais elevados que os demais.

Através dessa opção, você não precisa gastar seu tempo nas lojas dos aeroportos, ou tirando aquela soneca na sala de embarque aguardando seu próximo vôo para alcançar o destino final.

O vôo direto é conhecido como vôos sem paradas (nonstop) e é diferente do direct flight, que são vôos que podem conter escalas, mas o número do vôo não muda.

Escalas

O vôo com escalas geralmente possuem os melhores preços. Ele é como se fosse um vôo direto, você embarca e desembarca do mesmo avião, porém, ele precisa fazer algumas paradas durante o trajeto para que mais pessoas embarque e desembarque, ou a aeronave seja reabastecida. Você não precisa descer do vôo, apenas aguardar em sua poltrona.

Essa opção pode ser econômica, porém, pode tomar um bom tempo. O avião toma tempo para desembarcar e embarcar no aeroporto, além disso, toma um certo tempo para ser reabastecido para voltar ao seu trajeto.

Vôos com escalas de empresas de baixo custo, os vôos são considerados separados um dos outros, como se você tivesse que comprar todos os vôos separadamente até o seu destino final.

Nesses vôos você não precisa se preocupar com as malas despachadas.

Conexão

Geralmente são vôos mais caros que os vôos com escalas e mais em conta que os vôos diretos. Além disso, são mais demorados do que os vôos diretos, porém, você não precisa gastar seu tempo no aeroporto, a não ser que tenha pego uma conexão que demanda aguardar horas para o próximo vôo.

Nessa opção, você precisa desembarcar e embarcar em uma outra aeronave, da mesma compania aérea, de companias parceiras ou de companias concorrentes.

Alguns pontos devem ser considerados nessa opção. Quando fizer seu primeiro check-in, pergunte ao atendente se as malas despachadas irão ser automaticamente transferidas para o segundo avião ou você precisa fazê-las. Caso não, você precisa desembarcar, pegar a bagagem, e fazer o despacho novamente. Normalmente as malas são transferidas automaticamente mas tem casos que não, e é sempre bom se informar.

O mesmo acontece quando chegar ao país de destino, mas ainda precisa de uma conexão para chegar a cidade que você vai se hospedar. Se informe também nesse caso precisará redespachar as malas.

Outro fator importante, é checar quando tempo você tem para desembarcar e embarcar na próxima aeronave. Se o intervalo é entre 1 ou 2 horas, você tem grandes chances de perder o vôo, pois leva tempo até todo o processo de desembarque seja feito (avião parar, você descer, passar pelo processo, encontrar o próximo portão de embarque, etc). Não é tão simples como parece.

Se ambos os vôos são da mesma compania aérea, ou de companias parceiras e acontecer de você perder o segundo vôo, a compania aérea te encaixa no próximo vôo. Porém, caso não forem parceiras, você corre o risco de ter que comprar uma nova passagem. Em todo caso, se a perda do vôo for relacionada pelo atraso da aeronave e não sua culpa, entre em contato com a compania aérea e eles poderão lhe ajudar encaixando em um outro vôo. Caso o encaixe seja para o próximo dia, a compania aérea poderá cobrir uma estadia para você.

Você também tem que se informar se o segundo vôo teve alteração no portão de embarque, o que é muito comum. Nesse caso, os dados de seu bilhete aéreo só servirá para identificar o número do seu próximo vôo, e é sempre bom pegar um mapa do aeroporto para achar facilmente o novo portão de embarque. Você também pode pedir informação pelos agentes espalhados pelo aeroporto ou tentar visualizar através das placas.

Por fim, cada aeroporto utiliza o horário local, portanto se o intervalo for curto não abuse. Se o intervalo for entre 2 a 4 horas, é um tempo ideal para visitar algumas lojas, comer e acessar um pouco a internet. Se cogita sair do aeroporto, você precisa ter mais tempo que isso.

Espero que essas dicas tenham sido útil e boa viagem.

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *